BM News

Fepam divulga novo boletim com a situação de praias e balneários do RS

Dos 92 pontos analisados, sete estão impróprios para banho

A Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) divulgou nesta sexta-feira (17) o novo boletim com o resultado das análises da água realizadas nas praias e nos balneários do Estado. Dos 92 pontos analisados, sete estão impróprios para banho:

Osório – Lagoa do Peixoto
Pelotas – Balneário Valverde, no Pontal da Barra
Pelotas – Balneário Santo Antônio, em frente ao Hotel Praia Laranjal
Pelotas – Balneário dos Prazeres, em frente à estátua de Iemanjá
Rio Grande – Praia do Cassino, em frente à rua Goiás
São Lourenço do Sul – Praia das Nereidas, em frente ao Hotel das Figueiras
Tapes – Balneário Rebelo

Em Osório, a Lagoa do Peixoto está pela quarta semana consecutiva com o índice de cianobactérias acima do permitido (480.135 células/mL). Também foram constatadas cianobactérias além do aceitável (350.445 células/mL) no Balneário Rebelo, em Tapes. O limite tolerável é de 50.000 células/mL de cianobactérias, caracterizando os dois pontos como impróprios para banho.

As cianobactérias podem causar prejuízos ao meio ambiente e à saúde humana. Em ambientes onde há grande aporte de nutrientes e altas temperaturas, pode ocorrer um aumento na quantidade dos micro-organismos, formando grandes massas visíveis, denominadas florações. Além do fato dessas florações causarem o crescimento excessivo de plantas aquáticas, algumas espécies produzem toxinas que podem provocar problemas graves à saúde.

A situação da balneabilidade das praias e balneários do Estado pode ser conferida pelos veranistas por meio do site e web aplicativo. A divulgação dos resultados ocorre sempre nas sextas-feiras.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Fepam divulga novo boletim com a situação de praias e balneários do RS

A Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) divulgou nesta sexta-feira (17) o novo boletim com o resultado das análises da água realizadas nas praias e nos balneários do Estado. Dos 92 pontos analisados, sete estão impróprios para banho:

Osório – Lagoa do Peixoto
Pelotas – Balneário Valverde, no Pontal da Barra
Pelotas – Balneário Santo Antônio, em frente ao Hotel Praia Laranjal
Pelotas – Balneário dos Prazeres, em frente à estátua de Iemanjá
Rio Grande – Praia do Cassino, em frente à rua Goiás
São Lourenço do Sul – Praia das Nereidas, em frente ao Hotel das Figueiras
Tapes – Balneário Rebelo

Em Osório, a Lagoa do Peixoto está pela quarta semana consecutiva com o índice de cianobactérias acima do permitido (480.135 células/mL). Também foram constatadas cianobactérias além do aceitável (350.445 células/mL) no Balneário Rebelo, em Tapes. O limite tolerável é de 50.000 células/mL de cianobactérias, caracterizando os dois pontos como impróprios para banho.

As cianobactérias podem causar prejuízos ao meio ambiente e à saúde humana. Em ambientes onde há grande aporte de nutrientes e altas temperaturas, pode ocorrer um aumento na quantidade dos micro-organismos, formando grandes massas visíveis, denominadas florações. Além do fato dessas florações causarem o crescimento excessivo de plantas aquáticas, algumas espécies produzem toxinas que podem provocar problemas graves à saúde.

A situação da balneabilidade das praias e balneários do Estado pode ser conferida pelos veranistas por meio do site e web aplicativo. A divulgação dos resultados ocorre sempre nas sextas-feiras.

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )