BM News

Voluntários promovem pedágio informativo sobre o câncer infantojuvenil em Bento Gonçalves

Ação faz parte da campanha que tem o laço dourado como símbolo e alerta para a importância do diagnostico precoce

Voluntários da campanha Setembro Dourado estarão nos arredores da praça Vico Barbieri no próximo sábado, dia 19 de setembro, promovendo um pedágio informativo sobre esse movimento mundial, que alerta para a conscientização sobre o câncer infantojuvenil, que é a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos. Para essa ação, a cidade vai receber a visita do Leão da Coragem, mascote do Instituto do Câncer Infantil (ICI), que vai participar do pedágio e depois circular pela cidade. Em caso de chuva, as atividades serão canceladas.

O mês de setembro tem um significado muito importante na temática do câncer infantojuvenil, que pode ter sintomas difíceis de notar ou comuns a outras doenças pediátricas. Campanhas informativas ocorrem no mundo inteiro e, em Bento Gonçalves, o Setembro Dourado já é desenvolvido por voluntárias há seis anos. Agora, as ações do município passam a contar com a chancela oficial do Instituto do Câncer Infantil, que tem sede em Porto Alegre e presta assistência a pacientes de oncologia pediátrica em todo o estado. A partir desse ano, a empresária bento-gonçalvense Renata Sandrin, que já era embaixadora do ICI, passa a integrar o Conselho de Administração do instituto para a gestão 2020/2024, o que possibilita ainda mais o fortalecimento da campanha no município.

Em Bento Gonçalves, há 15 crianças e jovens com tratamento multidisciplinar vinculado ao Instituto do Câncer Infantil. O atendimento a esses pacientes ocorre na própria sede do Instituto ou no Hospital Geral de Caxias do Sul, um dos seis complexos hospitalares no estado que têm centros de referência em oncologia pediátrica conveniados ao ICI. São hospitais públicos ou conveniados ao SUS cuja qualidade assistencial aos pacientes de câncer infantojuvenil não perde para os hospitais privados e cobrem praticamente todo o território gaúcho.

O acompanhamento do Instituto do Câncer Infantil vai muito além do tratamento ao paciente. Para ter as melhores chances de cura, o paciente de câncer infantil precisa de acesso rápido a centros de atendimento especializados. A resposta terapêutica nos casos de uma assistência integrativa, com profissionais de diferentes especialidades cirúrgicas e pediátricas, costuma ser excelente, de acordo com o dr. Algemir Lunardi Brunetto, um dos fundadores do ICI e atualmente superintendente da instituição.

Além do tratamento integrativo, em se tratando de câncer infantil, Brunetto pontua que não se trata apenas do paciente, mas do acolhimento à família, já que comumente o diagnóstico compromete a estrutura emocional das pessoas mais próximas, assim como a capacidade de trabalho dos pais e por consequência, as condições econômicas daquele núcleo. “A importância do Setembro Dourado está em criar um espaço para debatermos melhores políticas publicas de atenção integral ao paciente, assim como refletir sobre a importância da solidariedade e apoio a essas famílias para que nada lhes falte e elas tenham a chance do melhor tratamento”, destaca Brunetto.

O trabalho do ICI é permanente, mas ganha ainda mais visibilidade no mês de setembro. Especialmente nesses tempos de pandemia, a campanha Setembro Dourado tem um papel ainda mais crucial na disseminação de informações sobre o câncer infantojuvenil. O superintendente do instituto acredita que casos novos podem e devem estar aumentando sem um diagnóstico adequado devido às restrições no sistema de saúde que acarretam em desassistência. “O momento é difícil, mas com a conscientização de todos – agentes de saúde, políticos, imprensa e sociedade em geral – podemos buscar que o dano seja o menor possível. Em relação aos pacientes já em tratamento, é crucial que não deixem de ir ao hospital e cumpram seu tratamento na íntegra”, elenca.

Acompanhe as ações do Setembro Dourado nas mídias sociais do @institutodocancerinfantil ou no site reparenodetalhe.com.

Sobre o ICI

O Instituto do Câncer Infantil (ICI) há quase 30 anos assiste crianças e adolescentes com câncer de 0 a 19 anos, visando aumentar os índices de cura e a qualidade de vida dos pacientes e seus familiares. A instituição proporciona Consultas médicas, assistência integral e multidisciplinar nas áreas: Oncologia Pediátrica, Fisioterapia, Psicologia, Pedagogia, Odontologia, Psicopedagogia, Nutrição, Fonoaudiologia, Treinamento Funcional, Serviço Social, Apoio Jurídico e Terapias Alternativas como Reiki e Musicoterapia; Benefícios assistenciais como: Vestuário, calçados, cestas básicas e materiais de higiene e limpeza, além de apoio com transportes, medicações e exames especiais. Atividades de lazer e cultural, festividades, atividades de recreação e entretenimento para amenizar período de internação. Além da assistência, o ICI é referência em projetos de Pesquisas Científicas dedicados aos avanços de novos tratamentos e geração de conhecimento científico com parcerias nacionais e internacionais.  Desde sua criação já foram atendidas 2.500 famílias.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Voluntários promovem pedágio informativo sobre o câncer infantojuvenil em Bento Gonçalves

Voluntários da campanha Setembro Dourado estarão nos arredores da praça Vico Barbieri no próximo sábado, dia 19 de setembro, promovendo um pedágio informativo sobre esse movimento mundial, que alerta para a conscientização sobre o câncer infantojuvenil, que é a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos. Para essa ação, a cidade vai receber a visita do Leão da Coragem, mascote do Instituto do Câncer Infantil (ICI), que vai participar do pedágio e depois circular pela cidade. Em caso de chuva, as atividades serão canceladas.

O mês de setembro tem um significado muito importante na temática do câncer infantojuvenil, que pode ter sintomas difíceis de notar ou comuns a outras doenças pediátricas. Campanhas informativas ocorrem no mundo inteiro e, em Bento Gonçalves, o Setembro Dourado já é desenvolvido por voluntárias há seis anos. Agora, as ações do município passam a contar com a chancela oficial do Instituto do Câncer Infantil, que tem sede em Porto Alegre e presta assistência a pacientes de oncologia pediátrica em todo o estado. A partir desse ano, a empresária bento-gonçalvense Renata Sandrin, que já era embaixadora do ICI, passa a integrar o Conselho de Administração do instituto para a gestão 2020/2024, o que possibilita ainda mais o fortalecimento da campanha no município.

Em Bento Gonçalves, há 15 crianças e jovens com tratamento multidisciplinar vinculado ao Instituto do Câncer Infantil. O atendimento a esses pacientes ocorre na própria sede do Instituto ou no Hospital Geral de Caxias do Sul, um dos seis complexos hospitalares no estado que têm centros de referência em oncologia pediátrica conveniados ao ICI. São hospitais públicos ou conveniados ao SUS cuja qualidade assistencial aos pacientes de câncer infantojuvenil não perde para os hospitais privados e cobrem praticamente todo o território gaúcho.

O acompanhamento do Instituto do Câncer Infantil vai muito além do tratamento ao paciente. Para ter as melhores chances de cura, o paciente de câncer infantil precisa de acesso rápido a centros de atendimento especializados. A resposta terapêutica nos casos de uma assistência integrativa, com profissionais de diferentes especialidades cirúrgicas e pediátricas, costuma ser excelente, de acordo com o dr. Algemir Lunardi Brunetto, um dos fundadores do ICI e atualmente superintendente da instituição.

Além do tratamento integrativo, em se tratando de câncer infantil, Brunetto pontua que não se trata apenas do paciente, mas do acolhimento à família, já que comumente o diagnóstico compromete a estrutura emocional das pessoas mais próximas, assim como a capacidade de trabalho dos pais e por consequência, as condições econômicas daquele núcleo. “A importância do Setembro Dourado está em criar um espaço para debatermos melhores políticas publicas de atenção integral ao paciente, assim como refletir sobre a importância da solidariedade e apoio a essas famílias para que nada lhes falte e elas tenham a chance do melhor tratamento”, destaca Brunetto.

O trabalho do ICI é permanente, mas ganha ainda mais visibilidade no mês de setembro. Especialmente nesses tempos de pandemia, a campanha Setembro Dourado tem um papel ainda mais crucial na disseminação de informações sobre o câncer infantojuvenil. O superintendente do instituto acredita que casos novos podem e devem estar aumentando sem um diagnóstico adequado devido às restrições no sistema de saúde que acarretam em desassistência. “O momento é difícil, mas com a conscientização de todos – agentes de saúde, políticos, imprensa e sociedade em geral – podemos buscar que o dano seja o menor possível. Em relação aos pacientes já em tratamento, é crucial que não deixem de ir ao hospital e cumpram seu tratamento na íntegra”, elenca.

Acompanhe as ações do Setembro Dourado nas mídias sociais do @institutodocancerinfantil ou no site reparenodetalhe.com.

Sobre o ICI

O Instituto do Câncer Infantil (ICI) há quase 30 anos assiste crianças e adolescentes com câncer de 0 a 19 anos, visando aumentar os índices de cura e a qualidade de vida dos pacientes e seus familiares. A instituição proporciona Consultas médicas, assistência integral e multidisciplinar nas áreas: Oncologia Pediátrica, Fisioterapia, Psicologia, Pedagogia, Odontologia, Psicopedagogia, Nutrição, Fonoaudiologia, Treinamento Funcional, Serviço Social, Apoio Jurídico e Terapias Alternativas como Reiki e Musicoterapia; Benefícios assistenciais como: Vestuário, calçados, cestas básicas e materiais de higiene e limpeza, além de apoio com transportes, medicações e exames especiais. Atividades de lazer e cultural, festividades, atividades de recreação e entretenimento para amenizar período de internação. Além da assistência, o ICI é referência em projetos de Pesquisas Científicas dedicados aos avanços de novos tratamentos e geração de conhecimento científico com parcerias nacionais e internacionais.  Desde sua criação já foram atendidas 2.500 famílias.

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )