BM News

Rotatória no Vale dos Vinhedos deve ficar pronta para safra 2022

A obra terá um investimento de R$ 1,78 milhão

Uma importante obra para o Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, foi anunciada durante a visita do governador do estado, Eduardo Leite, na sexta-feira, 25 de junho. A construção da rotatória na ERS-444, acesso da unidade da Cooperativa Aurora, deve iniciar nos próximos dias e ser entregue até o final deste ano. A obra terá um investimento de R$ 1,78 milhão.

O termo de acordo, por meio do Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (PIAA/RS), é feito entre a empresa Aurora, prefeitura – que entra com horas-máquina – e governo estadual, o qual abre mão de parte do ICMS devido pela empresa para que se aplique diretamente na obra.

O presidente, Renê Tonello, salienta que espera que na safra da uva de 2022 já possam usufruir da rotatória. “Iremos ter toda a logística entre a safra da uva e mais a de escoamento. Hoje é uma dificuldade, mas com a construção não vamos mais atrapalhar o fluxo de veículos, irá facilitar nossa entrada e saída. A obra deve durar 120 dias”, sublinha. Além disso, segundo Tonello, com o valor será possível construir um túnel de interligação dos dois lados, que será ocupado pela empresa.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Rotatória no Vale dos Vinhedos deve ficar pronta para safra 2022

Uma importante obra para o Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, foi anunciada durante a visita do governador do estado, Eduardo Leite, na sexta-feira, 25 de junho. A construção da rotatória na ERS-444, acesso da unidade da Cooperativa Aurora, deve iniciar nos próximos dias e ser entregue até o final deste ano. A obra terá um investimento de R$ 1,78 milhão.

O termo de acordo, por meio do Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (PIAA/RS), é feito entre a empresa Aurora, prefeitura – que entra com horas-máquina – e governo estadual, o qual abre mão de parte do ICMS devido pela empresa para que se aplique diretamente na obra.

O presidente, Renê Tonello, salienta que espera que na safra da uva de 2022 já possam usufruir da rotatória. “Iremos ter toda a logística entre a safra da uva e mais a de escoamento. Hoje é uma dificuldade, mas com a construção não vamos mais atrapalhar o fluxo de veículos, irá facilitar nossa entrada e saída. A obra deve durar 120 dias”, sublinha. Além disso, segundo Tonello, com o valor será possível construir um túnel de interligação dos dois lados, que será ocupado pela empresa.

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )