BM News

Defesa Civil estadual auxilia municípios atingidos por cheias na Fronteira Oeste

O rio Ibirapuitã, em Alegrete, seguiu subindo e entrou em cota de alerta

A Defesa Civil estadual mantém o estado de alerta para municípios da Fronteira-Oeste prejudicados pelo grande volume de chuvas esta semana. Nesta quinta (28), alerta foi emitido em relação ao rio Ibirapuitã, em Alegrete, devido à possibilidade de alagamentos nas áreas ribeirinhas. Em Quaraí, onde o rio transbordou e inundou casas, causando a retirada de 909 pessoas de suas residências, as águas começaram a baixar.

“O nível da água está baixando, mas as equipes das Secretaria e Defesa Estadual estão em alerta para caso haja algum chamado. No momento, não chove e temos sol em Quaraí”, informou o Adjunto da Coordenadoria Regional, 1° Tenente José Mario Britos da Silva, que está acompanhando a situação no local.

Com a redução das chuvas na região, o nível da água do rio Quaraí, que chegou a atingir 11,34 metros, caiu para 10,75m. A cota de transbordamento do rio é de 9,50m. A maioria das pessoas desalojadas está na casa de familiares próximos e, cerca de 100, estão em um abrigo do município.

Apesar do sol, a instabilidade do tempo requer alerta. A previsão da meteorologia indica pancadas de chuvas na região nos próximos dias. Nessas condições, há possibilidade de nova elevação do rio Quaraí e afluentes.

O rio Ibirapuitã, em Alegrete, seguiu subindo e entrou em cota de alerta – quando o rio atinge um nível elevado, no qual há grande possibilidade de inundação. O nível da água do rio, que tem uma cota de transbordamento de 9,70m, está em 11,50m.

Na cidade, 70 pessoas estão desabrigadas, sendo alojadas no ginásio municipal. Segundo a Defesa Civil estadual, que, em parceria com as autoridades locais, presta suporte técnico para a população ribeirinha, 128 famílias estão desalojadas, num total de 320 pessoas, e estão junto a familiares. No momento, não chove no município.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Defesa Civil estadual auxilia municípios atingidos por cheias na Fronteira Oeste

A Defesa Civil estadual mantém o estado de alerta para municípios da Fronteira-Oeste prejudicados pelo grande volume de chuvas esta semana. Nesta quinta (28), alerta foi emitido em relação ao rio Ibirapuitã, em Alegrete, devido à possibilidade de alagamentos nas áreas ribeirinhas. Em Quaraí, onde o rio transbordou e inundou casas, causando a retirada de 909 pessoas de suas residências, as águas começaram a baixar.

“O nível da água está baixando, mas as equipes das Secretaria e Defesa Estadual estão em alerta para caso haja algum chamado. No momento, não chove e temos sol em Quaraí”, informou o Adjunto da Coordenadoria Regional, 1° Tenente José Mario Britos da Silva, que está acompanhando a situação no local.

Com a redução das chuvas na região, o nível da água do rio Quaraí, que chegou a atingir 11,34 metros, caiu para 10,75m. A cota de transbordamento do rio é de 9,50m. A maioria das pessoas desalojadas está na casa de familiares próximos e, cerca de 100, estão em um abrigo do município.

Apesar do sol, a instabilidade do tempo requer alerta. A previsão da meteorologia indica pancadas de chuvas na região nos próximos dias. Nessas condições, há possibilidade de nova elevação do rio Quaraí e afluentes.

O rio Ibirapuitã, em Alegrete, seguiu subindo e entrou em cota de alerta – quando o rio atinge um nível elevado, no qual há grande possibilidade de inundação. O nível da água do rio, que tem uma cota de transbordamento de 9,70m, está em 11,50m.

Na cidade, 70 pessoas estão desabrigadas, sendo alojadas no ginásio municipal. Segundo a Defesa Civil estadual, que, em parceria com as autoridades locais, presta suporte técnico para a população ribeirinha, 128 famílias estão desalojadas, num total de 320 pessoas, e estão junto a familiares. No momento, não chove no município.

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )