BM News

Corpo encontrado às margens do rio Gravataí é de menina sequestrada em Porto Alegre

Veículo utilizado no sequestro foi localizado

Uma menina de 9 anos foi sequestrada em frente a sua residência na Zona Norte de Porto Alegre enquanto brincava com seu irmão.

Era domingo às 20h45min quando um veículo de cor vermelha passou no local. O condutor chamou a vítima e seu irmão que brincavam na rua. Quando eles se aproximaram do carro o motorista pegou a menina.
Havia dado uma queda de energia no local, a mãe se ausentou para verificar se a energia elétrica havia retornado, então ele avistou as crianças sozinhas e aproveitou-se da situação. Uma câmera próxima da residência filmou a ação.
A polícia Cívil iniciou a investigação na região.
Passadas mais de 12h um corpo foi encontrado as margens do Rio Gravataí em Alvorada por uma pessoa que viajava pela ERS 118 e teria parado o carro no acostamento. Então ao avistar uma menina com o corpo parcialmente imerso na água chamou a Brigada Militar.
A família da menina foi até o local fazer o reconhecimento. A perícia confirmou que o corpo era de Eduarda Herrera de Mello.
A família entrou em desespero, a mãe precisou ser contida pois queria pular o barranco em direção ao corpo de sua filha. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendeu a família no local.
O automóvel usado para o sequestro foi encontrado e dentro dele haviam cordas.

Foto: Rádio Tom

Foto: Rádio Tom
O pai da menina tem antecedentes criminais por homicídio, estupro, receptação e roubo. Ele está cumprindo pena no Instituto Penal de Charqueadas em regime semi-aberto.
A polícia Cívil segue com as investigações para tentar identificar quem sequestrou Eduarda e as motivações do crime.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Corpo encontrado às margens do rio Gravataí é de menina sequestrada em Porto Alegre

Uma menina de 9 anos foi sequestrada em frente a sua residência na Zona Norte de Porto Alegre enquanto brincava com seu irmão.

Era domingo às 20h45min quando um veículo de cor vermelha passou no local. O condutor chamou a vítima e seu irmão que brincavam na rua. Quando eles se aproximaram do carro o motorista pegou a menina.
Havia dado uma queda de energia no local, a mãe se ausentou para verificar se a energia elétrica havia retornado, então ele avistou as crianças sozinhas e aproveitou-se da situação. Uma câmera próxima da residência filmou a ação.
A polícia Cívil iniciou a investigação na região.
Passadas mais de 12h um corpo foi encontrado as margens do Rio Gravataí em Alvorada por uma pessoa que viajava pela ERS 118 e teria parado o carro no acostamento. Então ao avistar uma menina com o corpo parcialmente imerso na água chamou a Brigada Militar.
A família da menina foi até o local fazer o reconhecimento. A perícia confirmou que o corpo era de Eduarda Herrera de Mello.
A família entrou em desespero, a mãe precisou ser contida pois queria pular o barranco em direção ao corpo de sua filha. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendeu a família no local.
O automóvel usado para o sequestro foi encontrado e dentro dele haviam cordas.

Foto: Rádio Tom

Foto: Rádio Tom
O pai da menina tem antecedentes criminais por homicídio, estupro, receptação e roubo. Ele está cumprindo pena no Instituto Penal de Charqueadas em regime semi-aberto.
A polícia Cívil segue com as investigações para tentar identificar quem sequestrou Eduarda e as motivações do crime.

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )