BM News

Camerini reassume mandato e dispara contra atual gestão municipal em Bento

O vereador fez duras críticas contra a Secretária de Obras, Esportes e Saúde

O vereador e candidato a prefeito de Bento Gonçalves Moacir Camerini (PSB), retomou sua cadeira na Câmara de Vereadores nesta terça-feira (13).

Por liminar da juíza da 3ª Vara Cível, Camerini reassumiu o mandato e cessou automaticamente o exercício do vereador suplente José Antônio Gava (PDT).

No seu retorno ao Legislativo Municipal, Camerini fez duas críticas contra o vereador e candidato a vice-prefeito da atual administração, Amarildo Lucatelli (PP) que concorre ao lado de Diogo Siqueira (PSDB), que se licenciará do cargo.

Um dos projetos votados, foi o da municipalização da ERS-444, no Vale dos Vinhedos e mais uma vez, Camerini cobrou forte Amarildo que foi secretário de obras.

- Aprovar tapa-buracos não pode ocorrer. Deve ser aprovado projeto descente para o Vale dos Vinhedos. Me preocupa, pois quando o senhor era secretário, eram apenas feitos serviços que eram jogados sacos de concreto e pisado com os pés. Queremos obras de verdade e não o que foi feito na atual gestão, dispara Camerini.

Na sessão, Camerini ainda fez críticas ao Governo Guilherme Pasin (PP) e ao ex-secretário de esportes e assistência social, Eduardo Virissimo.

- Não vimos nada no esporte e vamos mostrar a incompetência da atual gestão. Quadras esportivas uma vergonha, campo municipal abandonado e chega de Bento crescer que nem rabo de cavalo, para baixo - ataca.

Camerini falou sobre a pandemia e fez críticas a gestão na área da saúde, onde o ex-secretário Diogo é um de seus concorrentes à Prefeitura. Ele disse que não há disponível em nenhum lugar onde foi o dinheiro que foi encaminhado para Bento Gonçalves combater o Covid-19.

Apoiadores do vereador estavam em plenário acompanhando a sessão.

Camerini havia sido cassado em 20 de dezembro de 2019 pelo Legislativo e obteve a suspensão da perda do mandato, em decisão liminar, conforme despacho da juíza Romani Terezinha Bortolas Dalcin na quinta-feira passada.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Camerini reassume mandato e dispara contra atual gestão municipal em Bento

O vereador e candidato a prefeito de Bento Gonçalves Moacir Camerini (PSB), retomou sua cadeira na Câmara de Vereadores nesta terça-feira (13).

Por liminar da juíza da 3ª Vara Cível, Camerini reassumiu o mandato e cessou automaticamente o exercício do vereador suplente José Antônio Gava (PDT).

No seu retorno ao Legislativo Municipal, Camerini fez duas críticas contra o vereador e candidato a vice-prefeito da atual administração, Amarildo Lucatelli (PP) que concorre ao lado de Diogo Siqueira (PSDB), que se licenciará do cargo.

Um dos projetos votados, foi o da municipalização da ERS-444, no Vale dos Vinhedos e mais uma vez, Camerini cobrou forte Amarildo que foi secretário de obras.

- Aprovar tapa-buracos não pode ocorrer. Deve ser aprovado projeto descente para o Vale dos Vinhedos. Me preocupa, pois quando o senhor era secretário, eram apenas feitos serviços que eram jogados sacos de concreto e pisado com os pés. Queremos obras de verdade e não o que foi feito na atual gestão, dispara Camerini.

Na sessão, Camerini ainda fez críticas ao Governo Guilherme Pasin (PP) e ao ex-secretário de esportes e assistência social, Eduardo Virissimo.

- Não vimos nada no esporte e vamos mostrar a incompetência da atual gestão. Quadras esportivas uma vergonha, campo municipal abandonado e chega de Bento crescer que nem rabo de cavalo, para baixo - ataca.

Camerini falou sobre a pandemia e fez críticas a gestão na área da saúde, onde o ex-secretário Diogo é um de seus concorrentes à Prefeitura. Ele disse que não há disponível em nenhum lugar onde foi o dinheiro que foi encaminhado para Bento Gonçalves combater o Covid-19.

Apoiadores do vereador estavam em plenário acompanhando a sessão.

Camerini havia sido cassado em 20 de dezembro de 2019 pelo Legislativo e obteve a suspensão da perda do mandato, em decisão liminar, conforme despacho da juíza Romani Terezinha Bortolas Dalcin na quinta-feira passada.

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )