BM News

Balsa entre São Valentim do Sul e Santa Tereza ainda não tem data para iniciar operação

Equipamento estava previsto para funcionar a partir da metade de janeiro, mas tem enfrentado dificuldades na subida do Rio Taquari

O baixo nível das águas do Rio Taquari provocou atraso no início da operação da balsa que irá fazer o translado de veículos e moradores entre os municípios de Santa Tereza e São Valentim do Sul. Previsto para a metade de janeiro, o funcionamento deve iniciar somente na próxima semana, quando o equipamento que está em deslocamento deve atracar na localidade de Santa Bárbara.  

A balsa será utilizada enquanto a ponte, derrubada pelas fortes chuvas que atingiram a região em setembro de 2023, não for reconstruída. O governador Eduardo Leite assinou a ordem de início da mobilização no dia 7 de novembro. Para reduzir o custo final à população, o governo estadual pagará para a empresa até R$ 622,5 mil para a instalação. A tarifa-base para os usuários será de R$ 9,63.   

A previsão para o começo da oferta do serviço é da empresa Lacel Construção e Apoio Naval, de São Jerônimo, vencedora do processo licitatório aberto pelo governo do Estado. Sem precisar datas, a direção ainda ressalta que, depois da chegada da balsa, serão necessários de dois a três dias para colocar toda a estrutura em funcionamento.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Balsa entre São Valentim do Sul e Santa Tereza ainda não tem data para iniciar operação

O baixo nível das águas do Rio Taquari provocou atraso no início da operação da balsa que irá fazer o translado de veículos e moradores entre os municípios de Santa Tereza e São Valentim do Sul. Previsto para a metade de janeiro, o funcionamento deve iniciar somente na próxima semana, quando o equipamento que está em deslocamento deve atracar na localidade de Santa Bárbara.  

A balsa será utilizada enquanto a ponte, derrubada pelas fortes chuvas que atingiram a região em setembro de 2023, não for reconstruída. O governador Eduardo Leite assinou a ordem de início da mobilização no dia 7 de novembro. Para reduzir o custo final à população, o governo estadual pagará para a empresa até R$ 622,5 mil para a instalação. A tarifa-base para os usuários será de R$ 9,63.   

A previsão para o começo da oferta do serviço é da empresa Lacel Construção e Apoio Naval, de São Jerônimo, vencedora do processo licitatório aberto pelo governo do Estado. Sem precisar datas, a direção ainda ressalta que, depois da chegada da balsa, serão necessários de dois a três dias para colocar toda a estrutura em funcionamento.

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )